10,Dec
Cultura e Entretenimento

Cantora exibe protesto nos seios em premiação do Grammy Latino

Mon Laferte exibe nos seios protesto contra o governo chileno Reprodução Internet.
Mon Laferte exibe nos seios protesto contra o governo chileno. (Reprodução Internet)

“No Chile torturam, estupram e matam”.

Vencedora do Prêmio Grammy Latino, em sua 20ª edição, na categoria Melhor Álbum de Música Alternativa, a cantora chilena Norma Monserrat Bustamante Laferte, conhecida pelo nome artístico Mon Laferte, exibiu nos seios mensagem de protesto, ao passar pelo tapete vermelho da festa do evento, que aconteceu em Las Vegas, nos EUA, na noite de quinta-feira, 14/11, na MGM Grand Garden Arena. No palco, com o troféu nas mãos, ela agradeceu à equipe de trabalho, aos fãs e disse “Isto é para o Chile”. Ainda leu uma mensagem a pedido de outra cantora chilena, na qual abordou os atuais protestos contra as ações políticas do governo.

Mon Laferte é nascida na cidade chilena de Viña Del Mar, mas desenvolveu sua carreira artística no México, obtendo sucesso com as músicas “Mi buen amor”, “Tu falta de querer” e “Amor completo”, entre outras. Ela foi indicada ao prêmio de Canção do Ano por “Amarrame”, gravada em parceria com Juanes. A festa de premiação contou com a participação de diversos artistas de vários países, tendo a participação da artista brasileira, Paula Fernandes, mineira de Sete Lagoas. E o Brasil teve ainda entre os concorrentes os artistas Nego do Borel, Anitta, Tiago Iorc, Criolo, o pianista André Marques e o trio instrumental integrado por Fábio Peron, Edu Ribeiro e Toninho Ferragutti.

Comentários