Coluna

A difícil missão da esquerda brasileira

Os partidos que defendem as pautas consideradas de esquerda, ou mais inclusiva, no país estão com uma difícil missão na eleição desse ano. O tempo está passando e, outubro se aproximando. Sendo assim, é necessário cativar o leitor e mostrar os planos de governo. Nesse quesito os problemas apresentados nestes partidos são muitos. 

Primeiro há o que muitos denominam de fogo amigo. Não é muito difícil encontrar candidato que diz ser esquerdista atacar outro da mesma linha de pensamento. Ciro Gomes em relação a Lula é uma amostra clara dessa ação. Gomes está em busca de se apresentar como um candidato viável e, em oposição a Lula e Bolsonaro, porém, não tem crescido nas pesquisas de opinião.

Segundo, falta ao principal candidato da esquerda Luiz Inácio Lula da Silva compreender melhor o jogo eleitoral apresentado. Este iniciou corretamente sua posição no xadrez eleitoral. Buscou união com partidos da esquerda e centro direita. Nesse momento no qual a democracia corre sérios ataques é mais do que necessário essas alianças. Entretanto, Lula tem escorregado em palavras e propostas desconexas com o momento atual. Falas sobre aborto, regulação da mídia e, outras tem feito com que seu nome seja questionado em algumas situações. Essas ações o levam a ficar preso no jogo político de Bolsonaro. Essas pautas ele sabe como usar de forma a manobrar seu discurso de acordo com seu interesse. Lula precisa apresentar projetos de governo que atendam os eleitores principalmente na área econômica. 

Terceiro, impor a pauta de debate. Nesse momento as pautas debatidas são da extrema direita. Bolsonaro tem uma capacidade incrível de criar assuntos que irão ocupar as mídias durante longos dias. Quando há aumento da inflação, por exemplo, acontece um fato novo com a ajuda do governo federal para preencher as manchetes dos jornais. O último foi o induto ou graça dada a Daniel Silveira. Os partidos denominados da esquerda têm uma dificuldade enorme no quesito comunicação, são extremamente frágeis nessa área. Vários projetos importantes aprovados na câmara dos deputados propostos pela esquerda durante o período mais grave da pandemia que beneficiaram as pessoas consideradas mais pobres foram apropriados pelo governo federal como seus.

Por enquanto as pesquisas de opinião pública têm demonstrado que mesmo com os erros apresentados Lula venceria Bolsonaro nas eleições de outubro, o problema é que este já não é visto somente pelo retrovisor. Tem aproximado cada vez mais.

Jurutan Alves

15 Posts

Dialogus

Jurutan Alves contagense. Mestre em Ciências Sociais, Cientista Político, especialista em Marketing Político, fotógrafo e docente, autor do livro Os Reis: fotografias negras. Pesquisa sobre a qualidade da democracia e o sistema educacional no país.

Comentários


  • 05-05-2022 16:03:47 Nelson Dantas

    Você está enganado. O Lula é petista. Ele usa vermelho, usa boné do MST, usa estrela, mas o dinheiro e o coração dele está com o grande capital. Já o PDT tem uma história de construir um Brasil soberano que está se perdendo pela ignorância do povo. Tragédia ou projeto?