Coluna

LULA, A BIOGRAFIA

BIOGRAFIA LULA
Divulgação - 

"Lula", a primeira - e aguardada - biografia do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, escrita por Fernando Morais é o sucesso do momento. 

Até bolsonarista-raiz anda lendo.

Recebi o livro (“Lula” - Companhia das Letras, 400 págs.) da editora em janeiro, mas ainda não li - não por falta de interesse, mas de tempo. Então, aproveitei o feriadão de carnaval - sem carnaval - e trouxe o livro para ler na praia.

Este é o primeiro dos dois volumes previstos para a biografia deste que é um dos mais importantes e controversos políticos brasileiros de todos os tempos. 

Na primeira parte deste volume, Fernando Morais se debruça - sem economizar nos detalhes - sobre o período da segunda prisão de Lula, em 2018, tempo em que ele esteve preso em Curitiba.

Morais dedica as primeiras 160 páginas ao tempo entre a prisão do ex-presidente e sua libertação, em fins de 2019. 

A segunda parte, narra a vida do petista, desde a infância até as eleições de 1982, com ênfase especial no período em que ele esteve à frente do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo. 

A obra, muito bem escrita, antes mesmo de chegar às livrarias, já vinha causando polêmica nas redes sociais, num inflamado debate sobre a imparcialidade do autor. 

Morais é leal a Lula sem perder de vista a honestidade intelectual. Se por um lado a grande proximidade entre os dois, suscita desconfiança entre os leitores, por outro lado, certamente, contribuiu para enriquecer a narrativa. Talvez, na verdade, não seja possível retratar Lula de forma ao mesmo tempo fiel e equilibrada. 

O fato de biógrafo e biografado serem próximos, não desqualifica em nada  a obra. É certo que a imparcialidade não é a tônica do livro. Mas, na segunda parte do livro, o Fernando Morais, jornalista e militante do PCB, que viu tudo acontecer e que tem muitos detalhes a acrescentar, apresenta uma visão mais crítica.

O livro abrange as tumultuosas eleições de 1982 - quando Lula, candidato ao governo de São Paulo amargou um quarto lugar, com menos de 1% dos votos - ; a tentativa do PCB de recrutar Lula; as informações sobre a ajuda dos sindicatos social-democratas europeus aos grevistas do ABC; a reação da ditadura ao novo sindicalismo; a história da adesão de Antonio Candido ao PT e muito mais.

"Lula, a biografia" - sem ironia ou duplo sentido - prende o leitor.


*Livro gentilmente cedido pela editora.

Ediel Ribeiro (RJ)

661 Posts

Coluna do Ediel

Ediel Ribeiro é carioca. Jornalista, cartunista e escritor. Co-autor (junto com Sheila Ferreira) do romance "Sonhos são Azuis". É colunista dos jornais O Dia (RJ) e O Folha de Minas (MG). Autor da tira de humor ácido "Patty & Fatty" publicadas nos jornais "Expresso" (RJ) e "O Municipal" (RJ) e Editor dos jornais de humor "Cartoon" e "Hic!". O autor mora atualmente no Rio de Janeiro, entre um bar e outro.

Comentários