11,Nov
Coluna

MODISMO

pochete
Pochetes estão na moda novamente (Foto: Reprodução/Instagram)

Rio - Tenho muito medo dos modismos.

Especialmente, dos que vão e voltam. Como as ombreiras e a pochete.

É, por vezes, os modismos vão e voltam, e quando voltam somos tomados por uma enorme surpresa, sempre com aquele ar de “Nossa! Alguém já usou isso?”.

Usaram. Fica esquisito, mas, mesmo assim, voltam a usar, porque é moda.

Em nome da moda, as pessoas fazem qualquer coisa, até perder o senso do ridículo.

Querem - pasmem! - a volta da ditadura!!!

Eu sei, a ditadura não era uma moda.

Mas usaram e abusaram dela.

Os anos 90, foram marcados por modismos esquisitos, como viseiras, fru-frus e coisas que muitos de nós juramos jamais vestir novamente.

Ame ou odeie, esses ícones do passado sempre voltam.

Nos dias de hoje, um passeio no shopping é como uma viagem de volta a 1990.

Você pensou que nunca mais veria os tênis plataforma depois do fim das Spice Girls?

Pois eles voltaram, principalmente nos pés das adolescentes de óculos espelhados. Outra moda dos anos 90 que voltou com tudo.

As calças boca-sino (meu Deus!), também voltaram. Os cabelos Black Power, o Crocs - o pisante mais feio do mundo - e o Merthiolate.

Quem não se lembra do Merthiolate? Ardia pra caralho!

O Merthiolate, teve uma função pedagógica, na minha geração. A criança deixava de fazer merda, com medo do Merthiolate.

O novo Merthiolate não arde mais.

Ao contrário da ditadura, não mete mais medo em ninguém.

Já pensou se o Conga volta à moda?!

O Conga era feio e fedia.

Aliás, o Conga inventou o chulé.

Bom, pelo menos o Conga não voltou.

Ainda não!

Ediel Ribeiro (RJ)

136 Posts

Coluna do Ediel

Ediel Ribeiro é carioca. Jornalista, cartunista e escritor. Co-autor (junto com Sheila Ferreira) do romance "Sonhos são Azuis". É colunista dos jornais O Dia (RJ) e O Folha de Minas (MG). Autor da tira de humor ácido "Patty & Fatty" publicadas nos jornais "Expresso" (RJ) e "O Municipal" (RJ) e Editor dos jornais de humor "Cartoon" e "Hic!". O autor mora atualmente no Rio de Janeiro, entre um bar e outro.

Comentários