Coluna

NOSSA GASOLINA É A MAIS BARATA DO MUNDO

jair bolsonaro
Arquivo / Agência Brasil - 

Bolsonaro estava tirando o cochilo da tarde, no Palácio do Planalto, quando Flávio Bolsonaro entrou, agitado, no gabinete.

- Pai, pai… acho que estou com Covid-19!

- Covid? Para de frescura, Zero 1. Esse tal de Covid é invenção da esquerda. Isso daí é só uma gripezinha.

- Mas eu não estou gripado, pai…

- Então porque você acha que está com Covid?

- É que eu botei 100 reais de gasolina e não senti nem o cheiro.

- Há, há, há!... Você é muito engraçado, Flávio.

- É sério, pai. A gasolina tá muito cara. Eu ia dar uma volta ali pelo Lago Sul pra ver se tinha alguma mansão para vender, mas não deu nem ¼ do tanque.

- Fala baixo! Quer que o gado, lá no cercadinho, ouça isso? Se as pessoas ouvirem você dizer isso daí, como é que eu fico? Hoje mesmo eu disse na TV que nós temos a gasolina mais barata do mundo.

- O senhor é um gênio, pai.

- Não sou?

- O senhor passou todo o seu mandato criticando a Venezuela, acusando eles de serem corruptos, ladrões, comunista e agora ainda roubou deles o título de país com o combustível mais barato no mundo.

- Sem dar um tiro.

- Então, pai, eu só não entendo porque que o senhor não faz nada para baixar o preço do combustível. O senhor dizia que a culpa dos aumentos era da Dilma.

- E era. Embora ela fosse quase tão ser humano quanto os homens, mulheres não foram feitas para dirigir países. Mulheres nasceram para dirigir fogão.

- O senhor é muito sutil, pai. O senhor já culpou o PT, o Lula, a Dilma, a Petrobrás, o ICMS, os governadores, os americanos, os russos e a guerra na Ucrânia. Provou que todo mundo tem culpa pelos aumentos dos combustíveis, menos o senhor. 

- Eu não defino o preço da Petrobrás, taokey? Eu não decido nada!

- Mas, pai, o senhor é o presidente do Brasil.

- Eu sou o presidente, mas, tecnicamente, quem manda no país é o ‘Centrão’.

- O que o senhor pretende fazer, pai? Os constantes aumentos da gasolina vão acabar impedindo a sua reeleição.

- Eu vou criar o Vale-Gasolina, um auxílio de 100 reais para taxistas, mototaxistas e motoristas de aplicativos.

- Genial, pai! O senhor é um gênio da economia. Não sei porque sua foto ainda não está nas notas de 200 reais.

- Não é. Isso daí deve resolver essa ‘cuestão’ dos combustíveis.

- Com certeza, pai. Porque ninguém nunca pensou nisso?

- E depois, a gasolina nem tá tão cara assim. Isso daí é tudo narrativa da esquerda para me prejudicar, taokey? Toma meu cartão corporativo. Manda encher o tanque.

- Pensando bem, a gasolina não tá cara, não.

Ediel Ribeiro (RJ)

662 Posts

Coluna do Ediel

Ediel Ribeiro é carioca. Jornalista, cartunista e escritor. Co-autor (junto com Sheila Ferreira) do romance "Sonhos são Azuis". É colunista dos jornais O Dia (RJ) e O Folha de Minas (MG). Autor da tira de humor ácido "Patty & Fatty" publicadas nos jornais "Expresso" (RJ) e "O Municipal" (RJ) e Editor dos jornais de humor "Cartoon" e "Hic!". O autor mora atualmente no Rio de Janeiro, entre um bar e outro.

Comentários