Coluna

NÓS CONTAMOS

Rio de Janeiro - Na coluna de hoje eu quero falar de poesia e agradecer a um grupo de poetas da cidade de Mogi das Cruzes, São Paulo.

Recebi, dias atrás, o gostoso livro “Nós Contamos - Fragmentos de Sentimentos” (Dreams Editorial), do grupo Entremeio Literário. 

Reprodução

Uma coletânea de contos e poesias de poetas da cidade de Mogi e de outros cantos do país.

O grupo existe desde 2007. São poetas que se juntaram para disseminar poesia, incentivar o amor à literatura e acolher escritores e poetas que se reúnem em nome do amor a arte de escrever.

Eu fui um dos acolhidos. Fui recebido com generosidade e carinho, e tive dois poemas meus publicados nesta obra, mesmo não sendo poeta.

Minha história com a poesia, é uma história de amor. Escrevo por amor, sem pretensões literárias. 

Não acho que existam receitas para se escrever um poema. Como ensinou o poeta:

“Não aprendi nos livros nenhuma receita para a composição de um poema; e, por minha vez, não deixarei impresso sequer um conselho, modo ou estilo para que os novos poetas recebam de mim alguma gota de suposta sabedoria”. (Pablo Neruda)

Os poetas paulistas não pretendem ensinar a escrever poesias, eles só querem mostrá-las para o mundo. Taí três delas:

Vazio

Minha poesia 
Está num bar vazio
Onde putas seminuas
Dançam Leonard Cohen

Minha poesia 
Está nos becos imundos
Onde os bêbados jazem
Dentro de garrafas vazias

Minha poesia 
Está no corpo, nos olhos
E nos cabelos 
Da mulher que amo

Minha poesia
Está em mim
Querendo sair
Porque não sou poeta.

(Ediel Ribeiro)


Livro

A chuva umedece meu corpo
O frio corta minha pele
É noite de solidão
É noite de espera

A leitura me faz companhia
Leio contos
Leio versos e poesias
A espera se torna alegria

As poesias encantam
Os contos me fazem refletir
Na escuridão fria e úmida
A felicidade de ter um livro aqui.

(Sheila Kuno)


Despir-se

Despir-se
de tecido
é fácil.

Difícil é tecer
sentimentos

Com fios de
respeito,
paixão,
bem-querer…

Fazer da palavra
pequenos botões,
que se abrem 
lentamente.

Em uma nudez
transcendental.

(Carla Pozo)

Ediel Ribeiro (RJ)

662 Posts

Coluna do Ediel

Ediel Ribeiro é carioca. Jornalista, cartunista e escritor. Co-autor (junto com Sheila Ferreira) do romance "Sonhos são Azuis". É colunista dos jornais O Dia (RJ) e O Folha de Minas (MG). Autor da tira de humor ácido "Patty & Fatty" publicadas nos jornais "Expresso" (RJ) e "O Municipal" (RJ) e Editor dos jornais de humor "Cartoon" e "Hic!". O autor mora atualmente no Rio de Janeiro, entre um bar e outro.

Comentários


  • 05-08-2020 16:26:36 Margarete Brito

    Uma obra escrita com muito carinho e com o talento e competência de grandes escritores do Alto Tietê!