Coluna

O LIVRO DE SINÉ

Rio - Siné - cartunista do jornal satírico Charlie Hebdo (1928 - 2016)  - foi um dos desenhistas de maior sucesso na França.

Veio para o Brasil depois que sua revista "L´enragé", foi interditada pelo governo francês.

Fugiu às pressas, perseguido pela polícia de De Gaulle, por ter se juntado aos estudantes nas barricadas da "Chienlit", em 1968.

Os mesmos estudantes que, a partir daí, passaram a distribuir suas revistas pelas ruas de Paris.

Aqui, Ênio Silveira, dono da Editora Civilização Brasileira, o convidou para lançar um livro de charges com o tema CIA.

A ideia era fazer uma série de desenhos ilustrando palavras que tivessem as letra C-I-A. Uma crítica velada ao governo americano.

Divulgação

Ciente dos riscos - vivíamos uma ditadura no Brasil -, Siné topou.

Jaguar dizia que Siné levava um bloco para a praia de Ipanema e desenhava enquanto admirava as bundas das mulheres e enchia a cara de caipirinha, fumando, sem parar, cigarrilhas "Talvis", arranjadas pelo amigo no mercado negro.

Fez todas as ilustrações em uma semana. Coisa de gênio.

Convidado (certamente por sua fama) pelo dono de uma galeria famosa, os originais deste livro foram expostos como obras de arte.

Até um dos paralelepípedo de Paris, que os estudantes jogavam nos policiais, autografado por Sinè, foi posto como escultura na exposição.

Ao saber da fama de subversivo do artista, o dono da galeria vetou a exposição.

Puto da vida, Siné recolheu todos os desenhos, botou num jipe velho e foi encher os cornos com Jaguar, na Lapa.

Ganhei o livro do Ferdo, um amigo cartunista, sócio da Livraria João do Rio, um sebo na Lapa.

Dedicatória do livro: "Ao Tio Sam, com toda a minha antipatia"


*Ediel é jornalista e escritor

Ediel Ribeiro (RJ)

662 Posts

Coluna do Ediel

Ediel Ribeiro é carioca. Jornalista, cartunista e escritor. Co-autor (junto com Sheila Ferreira) do romance "Sonhos são Azuis". É colunista dos jornais O Dia (RJ) e O Folha de Minas (MG). Autor da tira de humor ácido "Patty & Fatty" publicadas nos jornais "Expresso" (RJ) e "O Municipal" (RJ) e Editor dos jornais de humor "Cartoon" e "Hic!". O autor mora atualmente no Rio de Janeiro, entre um bar e outro.

Comentários