Coluna

O CLUBE DO JAZZ

grupo de jazz
Melissa Barretti - 

Voltamos, eu e a Sheila, neste final de semana, a Penedo.

Fomos conhecer o Jazz Village, charmoso clube de jazz situado dentro do tradicional Hotel Pequena Suécia, a poucos metros do Centro Histórico de Penedo (RJ).

A Pequena Suécia é uma colônia finlandesa que data de 1929. O próprio hotel data dos anos 50, quando era chamado de “Chácara das Duas”.

Desde 1988 administrado por uma família sueca, o Pequena Suécia se inspira no país sueco, em seu estilo simples e charmoso, na sua culinária, e na valorização do belo e da natureza.

Hospedar-se no Hotel Pequena Suécia é como dar uma escapada para um cantinho da Europa. E isso há apenas duas horas do Rio e três de São Paulo.

Sua localização em Penedo também é privilegiada. Situado numa área verde de 45 mil m2, numa ruazinha sem saída, o hotel fica a apenas 150m do centro gastronômico e turístico de Penedo.

Dentro do tradicional Hotel Pequena Suécia funciona, nos finais de semana, para hóspedes e não hóspedes, o clube de jazz mais charmoso do sul do Estado do Rio – o Jazz Village.

Aberto há mais de 15 anos, o pub é referência para os amantes da boa música. Além do jazz, o melhor do blues e da música brasileira fazem parte da programação da casa.

Assistimos ao show do trio formado por Gustavo Holanda (violão e voz), Bruno Cepas (bateria) e Clarice Roberta (baixo). O trio apresenta releituras contemporâneas de um repertório marcado por recriações de sucessos imortalizados por grandes nomes da cena do jazz e da música brasileira, além de canções conhecidas nas vozes das grandes divas como Etta James, Ella Fitzgerald, Stevie Wonder, Ray Charles, Louis Armstrong, Nina Simone, Roberta Flack, Amy Winehouse, Billie Holiday, e outros standards do jazz.

Nomes consagrados da música nacional e internacional estão sempre presentes, e o ambiente intimista do Jazz Village, com seu pequeno palco, aproxima o artista do público, acentuando a experiência de ouvir, ver e sentir uma boa música.

Inaugurado em 2006, o Jazz Village foi a primeira casa de Penedo a combinar gastronomia e shows de artistas consagrados no Brasil e no exterior.

Ambiente acolhedor, carta de vinhos abrangente e especialidades da culinária sueca em destaque no cardápio são ingredientes do sucesso do Jazz Village, palco de apresentações memoráveis como a do guitarrista Stanley Jordan.

Além do guitarrista e pianista americano de jazz Stanley Jordan, já se apresentaram no Jazz Village nomes como, Mark Lambert, guitarrista, cantor e compositor; Carlos Malta, músico de jazz; Victor Biglione, cantor, guitarrista e compositor argentino radicado no Brasil e a banda Blues Etílicos, criada em 1985, pelo Flávio Guimarães, Cláudio Bedran e Otávio Rocha.

Por tratar-se de uma pequena casa de Jazz com poucas mesas, todas próximas ao palco, no Jazz Village sempre há forte integração entre músicos e o público, justificando o slogan da casa: “O melhor da música pertinho de você!”

Vamos voltar, com certeza.

Ediel Ribeiro (RJ)

365 Posts

Coluna do Ediel

Ediel Ribeiro é carioca. Jornalista, cartunista e escritor. Co-autor (junto com Sheila Ferreira) do romance "Sonhos são Azuis". É colunista dos jornais O Dia (RJ) e O Folha de Minas (MG). Autor da tira de humor ácido "Patty & Fatty" publicadas nos jornais "Expresso" (RJ) e "O Municipal" (RJ) e Editor dos jornais de humor "Cartoon" e "Hic!". O autor mora atualmente no Rio de Janeiro, entre um bar e outro.

Comentários