17,Jan
Cultura e Entretenimento

Circuito de Presépios e Lapinhas integra programação de Natal de Minas Gerais

Santa Luzia, na região metropolitana, e Medina, no Jequitinhonha, oferecem, juntas, mais de 30 presépios

presépio no municipio de Medina
Ao todo, 190 cidades tiveram presépios residenciais e comunitários cadastrados. (Sílvio Azevedo / Divulgação / Iepha-MG)

Quem estiver no interior de Minas Gerais durante o período natalino poderá visitar os 300 presépios que estão no guia online do “Circuito de Presépios e Lapinhas”, disponível no site do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG). O circuito, promovido desde 2016, em parceria com os municípios, estará aberto à visitação pública até 6 de janeiro, Dia de Reis.

Ao todo, 190 cidades tiveram presépios residenciais e comunitários cadastrados. Municípios de todas as regiões do estado integram o roteiro e recebem visitantes de diversos lugares durante o período natalino.

Para a presidente do Iepha, Michele Arroyo, ações como esta vêm se intensificando e fortalecendo a parceria entre os municípios mineiros e o Estado por meio do instituto. “A cada ano o número de cidades com presépios cadastrados aumenta, reforçando a importância dessa ação para salvaguarda e promoção do patrimônio cultural mineiro”, destaca Michele.

Santa Luzia, a 20 quilômetros de Belo Horizonte, é o município com o maior número de presépios no circuito. Quem passar pela cidade nessa época terá 16 locais para visitar. Com 15 presépios, Medina, no Vale do Jequitinhonha, pelo segundo ano também se destaca.

Outros municípios como São Francisco, no Norte do estado, e Jaboticatubas, na Região Metropolitana, aparecem também no guia online de presépios.

Desde a primeira edição, realizada em 2016, mais de 1,2 mil presépios foram cadastrados. Na terceira edição, em 2018, cerca de 200 estruturas montadas em 130 cidades diferentes foram abertos para visitação pública.

Em Minas Gerais, a tradição dos presépios está presente desde o século XVIII, com muitos deles montados nos oratórios-lapinhas, encontrados nas regiões de Santa Luzia e Sabará.

Comentários