Coluna

Terra Faminta

Em ‘Terra Faminta’, que chega às lojas brasileiras pela editora Intrínseca - 240 págs -, Andrew Michael Hurley nos leva a uma viagem que mistura terror, drama familiar e eventos sobrenaturais em uma instigante trama de suspense e medo fazendo o leitor questionar o que é ou não real.

Nesta narrativa inquietante, o sobrenatural e a vida cotidiana se confundem, criando um retrato assustador do que acontece no limiar entre a dor e a sanidade.

Hurley constrói mais uma vez, com sua incrível habilidade narrativa, uma trama bizarra, que evoca a natureza e o sobrenatural.

No livro, acompanhamos Juliette e Richard, casal que se muda para uma casa isolada no interior da Inglaterra, a fim de começar uma nova vida em família.

LIVRO TERRA FAMINTA
Reprodução. 

Infelizmente, nada aconteceu da forma como tinham planejado. Antes cheios de planos e expectativas, alguns anos após a mudança, os dois sofrem um grande baque: a morte repentina e misteriosa do único filho do casal, de 5 anos, após cometer uma série de atos inexplicáveis de violência - instigado, segundo ele, por uma voz misteriosa -, o mundo dos dois desmorona.

Seis meses depois da tragédia, o jovem casal se vê assombrado por um presente doloroso e um futuro interrompido. Ao mesmo tempo, eles precisam conviver com a estranheza e a solidão tomada pelo sofrimento que agora toma conta do lugar onde moram.

Se, de um lado, o luto deixa cada vez mais nítida a distância que os separa, de outro, mostra a luta desesperada de ambos por um pouco de esperança, em esforços que, no entanto, acabam apenas por desenterrar um profundo terror.

Enquanto Juliette se recusa a sair de casa e passa os dias fazendo gravações no quarto do filho, esperando conseguir provas de que ele continua lá, de alguma forma.

Richard é cético e tenta seguir adiante com a vida. Tentando ao máximo não pensar no menino, ele volta a atenção para o terreno do outro lado da rua, o qual escava pacientemente, em busca de fragmentos de um antigo carvalho lendário.

A obra que chega ao Brasil em edição de luxo, com capa dura e pintura trilateral, conta ainda com ilustrações exclusivas do artista alagoano Midrusa.

O autor nasceu na Inglaterra e seu primeiro romance, ‘Looney’, publicado pela Intrínseca, rompeu as fronteiras do mercado independente, recebeu resenhas elogiosas dos principais veículos de imprensa internacionais e conquistou o grande público, além de arrebatar o júri do prestigioso Costa Book Awards, rendendo a Andrew Michael Hurley o prêmio de melhor autor estreante de 2015.

Hurley também é autor de ‘Devil`s Day’ e hoje mora em Lancashire, na Inglaterra, onde leciona literatura inglesa e escrita criativa.

Ediel Ribeiro (RJ)

352 Posts

Coluna do Ediel

Ediel Ribeiro é carioca. Jornalista, cartunista e escritor. Co-autor (junto com Sheila Ferreira) do romance "Sonhos são Azuis". É colunista dos jornais O Dia (RJ) e O Folha de Minas (MG). Autor da tira de humor ácido "Patty & Fatty" publicadas nos jornais "Expresso" (RJ) e "O Municipal" (RJ) e Editor dos jornais de humor "Cartoon" e "Hic!". O autor mora atualmente no Rio de Janeiro, entre um bar e outro.

Comentários