05,Jul
Coluna

Tudo passa, tudo se altera, mas é preciso lutar!

O dia parecia como um outro qualquer, mas ele não seria. Naquele dia um homem mandou trancar as portas da fábrica e atear fogo em tudo. Lá dentro uma considerável quantidade de mulheres que estavam lutando por uma série de direitos que elas achavam ser indispensáveis para uma vida mais digna, portanto com menos exploração. O fim foi trágico, mas as consequências não, pois marcou o início da luta feminina pela conquista dos seus direitos. 

A África do Sul viveu até meados do último século do milênio passado uma parte triste da sua história, conviveu com o Apartheid, a conhecida e declarada separação entre negros e brancos. Mas um homem, Nelson Mandela, acreditou que as coisas poderiam ser diferentes. Acreditou ao ponto de ficar preso por quase três décadas, mas não perdeu os seus ideais. Colaborou decisivamente para o fim desta divisão desumana. Ao morrer deixou o seu país convivendo com outra realidade. 

protesto
Foto: Nacho Doce / Reuters

A floresta amazônica estava convivendo com um processo de desmatamento assustador, e com ele a vida de milhares de seringueiros em risco, pois dependiam da floresta para viver. Aí começa a história de Chico Mendes e das lutas pela defesa do meio ambiente. Chico Mendes torna-se o ícone brasileiro da defesa do meio ambiente sendo conhecido mundialmente pelos seus feitos. 

Em plena inquisição, órgão da Igreja Católica responsável por apurar e punir atitudes consideradas contra a fé, por volta do século XVI, um padre resolve se rebelar contra aquilo que na percepção dele não estava correto dentro da Igreja. Suas ideias não foram aceitas pelos demais membros do clero da época, mas isto não impediu que Lutero abdicasse da sua situação de sacerdote e iniciasse a história das religiões denominadas à época como protestantes, hoje chamadas de evangélicas. 

Na história de alguns países encontramos alguns nomes que merecem destaque, pois tornaram-se figuras importantes para a tomada de novos rumos das suas nações. Destaco alguns: Napoleão Bonaparte (França), Oliver Cromwell (Inglaterra), Thomas Jefferson (EUA) e Mitsuhito (Imperador Meiji do Japão). Independente das discussões que podem haver em relação a estes nomes, não há como negar que eles colaboraram decisivamente para a mudança da realidade dos seus países. 

Existem biografias que retratam situações muito interessantes, podemos entre várias destacar as das seguintes pessoas: os religiosos Dom Paulo Evaristo Arns, Dom Pedro Casaldáliga, a missionária Dorothy Stang; os filósofo Sócrates, Aristóteles, São Tomás de Aquino; os cientistas, Mendel, Leonardo da Vinci, Galileu Galilei, Isaac Newton, Nicolau Copérnico; Malala e sua luta pela educação no Afeganistão; Martin Luther King que lutou em defesa dos direitos sociais para os negros e mulheres, combatendo o preconceito e o racismo. Enfim, há um grande número de pessoas que acreditaram e dedicaram suas vidas em busca de dias melhores. Os nomes citados anteriormente se encaixam perfeitamente neste contexto. 

Percebemos portanto, que a história da humanidade é cheia de exemplos, de situações que mostram que é possível construir novas páginas de uma nova realidade. Muitos acreditaram e tornaram concretos, através de atitudes, os seus pensamentos. Há esperança... é preciso acreditar, mas é preciso lutar!

Walber Gonçalves de Souza

33 Posts

Coluna do Professor Walber

Walber Gonçalves de Souza, Doutor em Geografia:Tratamento da Informação Espacial (PUCMINAS); Mestre em Meio Ambiente e Sustentabilidade (UNEC); Especialista em Ciências do Ambiente (UNEC) e Maçonologia: História e Filosofia (UNINTER); Graduado em História (UNIFAI) e Graduando em Direito (UNEC). Revisor de vários periódicos científicos (parecer de artigos). Escritor e Palestrante. Professor da Fundação Educacional de Caratinga (FUNEC). Membro das Academias de Letras de Caratinga (ACL), Teófilo Otoni (ALTO) e Maçônica do Leste de Minas (AMLM). Colunista semanal dos jornais: Diário de Caratinga (MG), O Folha de Minas (MG) e Roraima em Tempo (Boa Vista/RR). Autor, coautor e organizador de várias obras literárias. Tem experiência na docência de temas ligados à Ciências Humanas. Trabalha com pesquisas voltadas para a Educação, História, Pensamento e Geografia Histórica.

Comentários