15,Jul
Esportes

Fifa estuda expandir Mundial Feminino e dobrar premiação do torneio

Às vésperas da final do Mundial Feminino de futebol, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, revelou planos de expandir o torneio de 24 para 32 seleções. A idéia é adotar o novo formato já a partir da próxima edição, em 2023.

Foto: (Eric Verhoeven/Soccrates/Getty Images)

Infantino, no entanto, afirma que caso a ideia seja realmente posta em prática, será necessário reabrir o processo de definição da sede, que tem inclusive o Brasil como candidato.

"Eu quero expandir o torneio para 32 equipes. Teremos de agir rapidamente e decidir se vamos aumentá-lo para 2023. Se o fizermos, deve ser reaberto o processo de definição da sede para permitir que todos tenham uma chance ou talvez para candidaturas conjuntas. Nada é impossível", disse.

O presidente da Fifa ainda revelou planos de dobrar a premiação do Mundial Feminino, além de aumentar o valor a ser disponibilizado para preparação das equipes e para os clubes que cedem jogadoras para as seleções. 

Além das mudanças na Copa do Mundo de Futebol Feminino, a Fifa pretende ainda criar um Mundial de Clubes. "Eu gostaria de ver um Mundial de Clubes Feminino começando o mais rapidamente possível, no próximo ano ou no ano seguinte. Precisamos de um Mundial de Clubes que possa ser disputado anualmente para expor os clubes aos outros para que invistam ainda mais no futebol feminino", afirmou. 
 

Comentários