24,Jan
Polícia

Cabo da PM é denunciado pelo MP e pode pegar até 30 anos de prisão

PM que assassinou a menina Ágatha Vitória Sales Felix foi denunciado pelo Ministério Público e poderá ser condenado em até 30 anos de prisão. Reprodução da Internet
PM envolvido na morte da menina Ágatha Vitória Sales Felix foi denunciado pelo Ministério Público e poderá ser condenado em até 30 anos de prisão. (Reprodução da Internet)

O cabo da PM Rodrigo José de Matos Soares foi denunciado, no último dia 2, pelo Ministério Público do Rio de Janeiro e poderá ser condenado em até 30 anos de prisão pela morte da menina Ágatha Vitória Sales Félix, de 8 anos, atingida nas costas por um tiro de fuzil disparado pelo policial na noite de 20 de setembro, no Complexo do Alemão. Segundo os promotores, o crime foi cometido por motivo torpe e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima.

Rodrigo Soares havia sido indiciado pela Delegacia de Homicídios no inquérito que apurou o crime. E, junto à denúncia, o MP também pediu à justiça a suspensão parcial do exercício das atividades públicas do policial militar, que ficará afastado do policiamento das ruas e terá caçada a autorização de porte de arma de fogo, entre outras medidas cautelares, como não fazer contato com as testemunhas, comparecer periodicamente ao Juízo e não se ausentar do Rio de Janeiro.

O cabo da PM, em depoimento, apresentou a versão de que fez o disparo com o fuzil após ter sido atacado por dois criminosos em uma motocicleta. No decorrer das investigações, policiais da Delegacia de Homicídio apuraram que não houve troca de tiros.

Comentários