21,Nov
Cidades

Polícia prende homem acusado de gastar mais de R$ 600 mil arrecadados para ajudar o filho

A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira (22) Mateus Henrique Leroy Alves, de 37 anos, acusado de gastar aproximadamente R$ 600 mil arrecadados para ajudar seu próprio filho, que sofre com Atrofia Muscular Espinhal, doença cuja dose do medicamento custa aproximadamente R$ 365 mil. O homem foi preso na Bahia, onde de acordo com a policia, viva uma vida de luxo.

As investigações começaram após a mãe da criança procurar a polícia depois de notar um comportamento estranho de Matheus. Na ocasião ela ainda apresentou extratos bancários que mostravam uma redução nas contas que abrigavam o dinheiro arrecadado.

O casal utilizava quatro contas-correntes para administrar o dinheiro, ficando duas sob responsabilidade da mãe e duas sob responsabilidade do pai. Matheus, que tinha as senhas da mulher, realizava transferências bancárias para suas contas.

No dia 8 de maio Matheus deixou Conselheiro Lafaiete com a desculpa de que iria a Belo Horizonte fazer um curso de vigilante. Durante esse período só retornou a cidade em duas passagens rápidas. 

De acordo com a polícia, Matheus vivia em um apart hotel de frente para o mar em Salvador e gastou grande parte do dinheiro com festas, roupas e até maconha.

A polícia ainda trabalha com a possibilidade de o acusado ter cometido também o crime de lavagem de dinheiro, já que ele gastou uma alta quantia em um curto período de tempo. 

Após ser preso, Matheus chegou a alegar ter sido vítima de extorsão, porém de acordo com o delegado responsável pelas investigações, as datas apresentadas por ele não batem e as informações não são concretas. Ele agora irá responder pelos crimes de estelionato e abandono material.

Comentários