22,Oct
Brasil

Hacker invade grupo do Conselho Nacional do MP

Na noite desta terça-feira (11), uma conversa do grupo do Conselho Nacional do Ministério Público, mantida no aplicativo Telegram, foi aparentemente invadida. Por volta das 23h, mensagens enviadas através do número do celular do procurador militar Marcelo Weitzelde despertou a desconfiança nos demais integrantes do grupo.

"Marcelo, essas mensagens são suas? Não está parecendo seu estilo. Checa teu celular aí", escreveu um integrante do grupo.

"Hacker aqui. Adiantando alguns assuntos que vocês terão de lidar na semana, nada contra vocês que estão aqui, mas ninguém melhor que eu para ter acesso a tudo né", respondeu o suposto hacker.

O  invasor disse ainda que a divulgação das conversas entre o ex-juiz federal e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, e procuradores da Lava Jato era "uma amostra do que vocês vão ver na semana que vem".

No último domingo (9), o site The Intercept Brasil publicou uma série de reportagens que indicam que o ministro, na época juiz federal, Sérgio Moro sugeriu trocas de fases da Lava Jato e deu dicas informais por mensagens do aplicativo Telegram. Os arquivos trazem históricos entre 2015 e 2017.

Comentários