20,Sep
Internacional

Brasileiras fãs de K-pop são enganadas e forçadas a se prostituírem na Coreia do Sul

Cinco homens foram presos na Coreia do Sul acusados de atraírem brasileiras para o país e forçar as jovens a se prostituírem. As mulheres, com idades entre 20 e 30 anos, eram fãs de grupos K-pop (grupos de música pop coreanos, geralmente só de cantores) e viajaram à Coreia sob a promessa de que se tornariam estrelas do gênero.

mulher mantida em cárcere privado
Por: Ilustrativa/Pablo Valadares/Agência Senado

De acordo com informações do jornal The Korea Times, os suspeitos entraram em contato com as brasileiras através das redes sociais e pagaram suas passagens de ida ao país. Ao chegaram lá, porém, as jovens tiveram seus passaportes confiscados e foram confinadas em alojamentos em Goyang e Paju, na província de Gyeonggi. 

Segundo a publicação, as jovens foram vendidas a uma casa de prostituição por 2 milhões de wons — aproximadamente R$ 13.800,00 — cada uma. As brasileiras foram ameaçadas e informadas que teriam que trabalhar para pagar o valor de suas passagens aéreas e caso procurassem a polícia, seriam presas e acusadas de prostituição.

Porém, no último dia 17 de agosto as jovens conseguiram escapar do cativeiro e entraram em contato com a embaixada brasileira no país. Uma operação de resgate retirou as vítimas do local e elas agora estão em um abrigo, aguardando para retornar ao Brasil.

Os cinco homens presos serão acusados de cárcere privado, tráfico de pessoas e exploração de prostituição.

Comentários