26/10/2017 17h30

Câmara dos Deputados impede, pela segunda vez, que Temer seja investigado pelo Supremo

Maioria da bancada mineira votou em favor do presidente

Compartilhe

Foi votado ontem (25), na Câmara dos Deputados, a segunda denúncia de Rodrigo Janot contra Michel Temer, acusado pelo procurador de chefiar uma organização criminosa. O Supremo encaminhou a denúncia para a câmara autorizar ou não as investigações, isto porque para investigar um presidente é necessária a autorização do Congresso com pelo menos 342 votos. Mais uma vez a Câmara dos Deputados negou-se a autorizar o Supremo a investigar Michel Temer.

Da bancada mineira, 32 deputados votaram contra as investigações, ou seja, em favor de Michel Temer. Apenas 19 deputados queriam que o presidente fosse investigado. O deputado Mário Henringer (PDT) não compareceu ao Congresso. Já o deputado Rodrigo Pacheco (PMDB) se absteve do voto sob a justificativa de que queria manter a sua imparcialidade no processo.

Veja como votou seu deputado.

Deputados que votaram a favor do arquivamento da denúncia contra Temer

 

 

Deputados votaram contra o arquivamento da denúncia contra Temer

 

É permitida a reprodução desde que citada a fonte e não alterado o texto.

Comente esta notícia

SE VOCÊ NÃO TEM FACEBOOK, UTLIZE O FORMULÁRIO ABAIXO PARA COMENTAR.

Nenhum comentário até o momento.

Leia também