13/03/2018 11h21

Ex-vereador Bernardo Mucida anuncia pré-candidatura a Assembleia pregando independência

Compartilhe

Por Redação
ITABIRA-MG

"Serei um deputado independente, sem cargos no governo, que não apoia qualquer coisa que o governador pede, tais como aumento de impostos e taxas".
"Serei um deputado independente, sem cargos no governo, que não apoia qualquer coisa que o governador pede, tais como aumento de impostos e taxas".

 

O ex-vereador Bernardo Mucida (PSB) anunciou na tarde dessa segunda-feira (12), que é pré-candidato ao cargo de deputado estadual.  Segundo o ex-vereador, após ter conquistado 27.375 votos na disputa pela prefeitura, o seu partido vem insistindo na sua pré-candidatura e o itabirano também tem cobrado a sua participação no novo pleito.

Mucida disse que decidiu aceitar esse novo desafio e que vai colocar seu nome a disposição do itabirano e lembrou que, caso seja escolhido para representar o município, vai fazer um mandato com independência, ou seja, quer repetir na assembleia o que fez quando foi vereador, fiscalizando o executivo, votando em favor das propostas que forem importantes para os mineiros e contra, quando necessário. Segundo Mucida, o bom deputado deve estar sempre atento aos interesses do povo e não deve se prender a cargos no executivo, que acabam muitas vezes impedindo o deputado de exercer o mandato com independência.

 “Um mandato independente, que exerça o verdadeiro papel do deputado, que é fiscalizar o governo e cobrar as promessas de campanha do governador, especialmente aquelas que foram feitas para os municípios da região de Itabira. Serei um deputado independente, sem cargos no governo, que não apoia qualquer coisa que o governador pede, tais como aumento de impostos e taxas” disse o advogado e cientista político Bernardo Mucida.

O município há anos não tem um representante na Assembleia Legislativa nem no Congresso Nacional e por isso tem perdido muito. O último a ser eleito direto nas urnas para a Assembleia foi o ex-prefeito Luiz Menezes, em 1998. No mesmo ano Itabira elegeu também o ex-prefeito Olímpio Pires Guerra “Li” para o Congresso Nacional.

Tempos depois, Ronaldo Magalhães disputou o cargo de deputado estadual pelo PSDB ficando como suplente. No entanto, o titular da cadeira foi convidado para compor o governo de Aécio Neves e com isso Ronaldo acabou assumindo a vaga. Essa foi a última vez que Itabira teve um representante na Assembleia Legislativa.

Nas eleições de 2014, dentre os 10 candidatos mais votados para deputado estadual em Itabira, apenas dois eram da cidade. Ressalta-se que os outros oito foram eleitos, com destaque para o ex-prefeito de São Gonçalo do Rio Abaixo, Nozinho (PDT) que foi o mais votado na cidade, seguido pelo Pastor Leo Portela (PR) e Tito Torres (PSDB), esse último representando a cidade de João Monlevade.

Com a proximidade das eleições, esses deputados que foram votados em Itabira estão novamente voltando à cidade, com as mesmas promessas de defender os interesses do município.

É permitida a reprodução desde que citada a fonte e não alterado o texto.

Comente esta notícia

SE VOCÊ NÃO TEM FACEBOOK, UTLIZE O FORMULÁRIO ABAIXO PARA COMENTAR.

Nenhum comentário até o momento.

Leia também